como aumentar os clientes

Continuando a saga da Carol vendendo brigadeiros...

Eu estava te contando que eu fiquei muito infeliz por vender algo que eu não acreditava e, adicionando, eu tinha um grave problema com a fabricação dos brigadeiros.

Eu simplesmente tenho um grande problema em fazer tarefas repetidas, eu não consigo. Eu infelizmente não tenho esse talento.

Eu compreendi então que eu não poderia ser a confeiteira do meu tão sonhado negócio. E isso não é errado... longe disso!

Só não é meu talento! Só não é a minha habilidade!

Bom, pelo menos eu descobri isso antes de abrir meu negócio. Não tive grandes consequências por essa ausência de conhecimento.

Mas o fato que ficava na minha cabeça era: e agora?

Eu estava simplesmente louca para sair do meu trabalho. Aquilo não era para mim. Engraçado que pegava no mesmo ponto de "ser a confeiteira", o trabalho repetitivo, a ausência de inovação no dia a dia.

Como resolver isso?

Eu tinha o problema de fazer o mesmo brigadeiro e ao mesmo tempo eu tinha tantas receitas de brigadeiro, tinha tantas ideias...

O que eu poderia fazer com isso?

Onde tem muitas receitas e diferentes?

Isso, nos livros de receitas. E se eu publicasse o meu?

Procurei um monte para saber como funcionava. Encontrei diversos programas que ajudam esse tipo de publicação, mas nenhum me ajudava nessa situação.

Tentei contato direto com as editoras... e nada...

Dai a ideia de ter um negócio ainda continuava na minha cabeça. Sempre martelando!

Um dia fuçando no Google algum curso que pudesse me orientar na abertura de um negócio, eu encontrei um curso online. Na hora eu achei o máximo! Ele tinha todas as informações que eu queria e eu poderia comprar e acessar na hora.

É esse! Esse vai mudar a minha vida!

Comprei o tal curso e comecei a ver. E logo no início, eu notei algo diferente. Ele não ensinava a construir o seu próprio negócio físico e sim um negócio online.

Algumas pessoas falariam ganhar dinheiro online, mas o termo ganhar não me soa bem. Parece algum trambique, algo que não é legal.

Ele mostrava como você poderia colocar seu conhecimento na internet, ajudar as pessoas independentemente de onde estiverem, e merecer dinheiro através desse estilo de vida.

Na hora aquela lâmpada acendeu e eu pensei: eu poderia fazer isso! 

Eu poderia simplesmente ensinar as pessoas a minha forma de fazer brigadeiros, eu poderia ensinar as minhas receitas, eu poderia ajudar as pessoas em qualquer desse Brasil. Era isso! Eu poderia viver disso e, finalmente, sair do meu emprego.

Eu lembro muito bem esses dias. Eu entrei de férias, estava em Goiânia me preparando para o meu casamento. Aproveitei o tempo livre para ver o curso. Eu me casei dia 16 de novembro de 2013.

Voltei a trabalhar na primeira semana de dezembro de 2013 e na segunda semana eu estava pedindo as minhas contas.

Eu sou uma pessoa um pouco anormal e destemida. Quando eu acredito, eu vou além. Pedi contas sim e fui atrás de um sonho.

Eu acreditava profundamente que eu poderia fazer algo legal e viver disso. E assim foi a minha missão: ser feliz, me divertir e ajudar o mundo.

Em março de 2014, eu terminei de escrever o meu ebook. Não sabia se ia dar certo, se as pessoas iriam gostar, se eu iria realmente ajudar.

E não foi que deu certo? As pessoas estavam gostando das minhas ideias e das minhas receitas.

O meu próximo passo foi então investir mais no blog, mais nos vídeos, mais no ebook...

E enquanto isso, a minha missão era me conhecer mais, era aprender mais sobre o mundo dos negócios. Eu sabia que para ter sucesso no mundo dos negócios, eu ia precisar de muito conhecimento, de muita coisa nova.

E eu simplesmente não sabia nada de negócios, não fazia ideia de nada... E eu tenho plena consciência de que, se eu tivesse começado a minha doceria daquela forma, do nada, sem noção, sem conhecimento, a probabilidade de fracasso era grande.

Meu desespero para começar algo e "fugir" do meu trabalho era grande. Mas o ambiente online me permitiu começar algo, começar uma vida doce de uma forma diferente.

E durante todo esse tempo, eu me dediquei a estudar, a conhecer, a inovar.

Eu estudei bastante, fiz inúmeros cursos, fiz especializações, estou cursando um MBA.

Agora sim! Agora sim eu tenho conhecimento suficiente para abrir um negócio da forma certa e da melhor forma.

Eu estou desenvolvendo ideias muito diferentes e muito além do que um dia eu imaginei fazer.

E claro, minha doceria vai sair em breve. Eu tenho uma previsão para começar em Setembro desse ano (2015).

Dentro da minha própria lição, eu sei que eu vou precisar de uma confeiteira. Eu sou a empreendedora criativa do negócio. Eu estou criando as ideias e depois vou precisar de ajuda para tornar essas ideias concretas todos os dias, todos os minutos...

E é claro, vou te contar aqui a minha super aventura e como estou fazendo tudo. 🙂

E você? Já começou seu negócio ou ainda se planeja para começar um?

 

 


Carolina Tomazetti
Carolina Tomazetti

A Brigadeirsa é o destino Número #1 das doces aspirantes e empreendedoras que estão procurando ter sucesso vendendo doces. BRIGADEIRO. BOM DE COMER. BOM DE FAZER. BOM DE LUCRAR. O melhor brigadeiro do mundo para pessoas que buscam adoçar o caminho em direção a vida que sempre sonharam.