dicas para aprender com chefs brasileirs - pin

A Gnt começou um seriado que se chama Chefs Brasileiros. Não sei se foi a intenção, mas parece uma continuação do seriado Chef's Table da Netflix de uma forma brasileira.

E isso não é uma crítica, mas um ufa de que ainda bem que eles fizeram uma versão brasileira da série para que a gente possa conhecer mais ainda dos nossos próprios chefs.

Eles mostram a história e o trabalho que cada um desses renomados chefs. Mostram as dificuldades, a trajetória e as comidas, é claro. É tudo muito lindo de ver. É de se orgulhar de ver uma cozinha tão brasileira, que ainda é um tanto desconhecida. E que eu também desconhecia.

Com uma visão empreendedora sobre esse seriado, aprenda as 5 lições mais valiosas com esses super chefs:

#01 Não existe negócio de sucesso criado do dia para a noite

Todos os chefs começam suas histórias sendo contadas a partir de alguns anos atrás. Nenhum deles ficou bom e talentoso da noite para o dia.

Todos eles pensaram em cada passo, cada detalhe do seu restaurante, cada composição de sabor do seu prato. Cada milímetro de cada detalhe, sem exageros.

E para isso, não precisa ter pressa. O Chef Thiago Castanho demorou quase 2 anos para inaugurar seu restaurante.

Isto é, depois de ter estudado na França, depois fez um "estágio" com seu próprio pai, dai que ele foi pensar em abrir seu próprio restaurante.

Depois dessa decisão, ele ainda levou os quase dois anos para abrir. Nesses dois anos, ele treinou a sua equipe e reformou seu restaurante.

Nesse episódio, ele conta que que, quando anunciou a abertura do restaurante, as pessoas ficaram bem ansiosas para sua abertura. Quando ele abriu as portas, seu restaurante ficou sempre bem cheio.

Aprenda com o Chef Thiago Castanho que negócios vencedores não são feitos do dia para a noite. São bem pensados, são projetados, são feitos com muito carinho e com muita atenção em todos os detalhes.

Não tenha pressa. Tenha zelo.

#02 Os melhores ingredientes estão nos pequenos produtores

Todos os chefs deixam muito claro que o sucesso do sabor das suas produções começam nos pequenos produtores. São esses pequenos produtores que são capazes de produzir alimentos de altíssima qualidade, seja pela plantação, ou seja pelo processo 100% artesanal de seus produtos. A própria Chef Roberta Sudbrack levantou essa bandeira a favor dos pequenos produtores após a ação ilegal da vigilância sanitária no seu stand do Rock in Rio.

Em todos os episódios, são mostradas a proximidade entre os chefs e os produtores, um mutualismo de verdade. E que um garante o sucesso do outro.

Eles prezam pelo desenvolvimento dos seus pratos desde as sementes até os processos mais complexos de produção. Somente assim, eles conseguem garantir a entrega de altíssima qualidade e também de diferenciação.

Controle seu processo de produção desde a sua raiz.

#03 Não existe sucesso sem conhecimento

Todos os chefs investiram massivamente em conhecimento. E investimento em conhecimento não quer dizer ir para fora do Brasil. Estudar fora também é uma grande fonte de conhecimento.

Mas estudar de verdade é a única forma de conhecimento. Convenhamos que não adianta só ir para fora, é preciso estudar de verdade.

E, aqui no Brasil, também tem muito conhecimento de primeira. Muito mesmo.

Na série do Chef's table da Netflix, eles citam uma chef que nunca fez um curso de gastronomia na vida. E, entretanto, ela é uma das melhores do mundo.

Mas não fazer um curso de gastronomia não quer dizer que ela não estudou. Nesse episódio é bem claro o tanto que ela estuda e o tanto que realiza testes massivos com a sua comida.

Em alguns episódios, eles mostram claramente que alguns chefs estudaram por aqui mesmo e não ficam atrás dos estudos franceses.

Invista sempre em conhecimento.

#04 A inovação começa com o conhecimento

Para inovar, para fazer diferente, é preciso ter conhecimento. Aproveitar ondas de modinhas não significa construir negócios de longo prazo. Conhecimento e inovação sim conseguem construir negócios de longo prazo.

E para ter um negócio super inovador e reconhecido é preciso fazer diferente, é preciso colocar seu toque pessoal, é preciso sair do comum.

Busque muito conhecimento. Saia do comum.

#05 A experiência da comida também faz parte do negócio

Ter um restaurante não é somente vender comida, não se trata somente de entregar pratos ou de encher a barriga do seu cliente.

Comer em um restaurante começa com um evento de sair para comer fora. Repare em você mesma quando fala que gostaria de sair para comer fora e quando quer comer porque está com muita fome.

São duas situações muito distintas. Quando você quer sair para comer, quer se distrair, quer se divertir.

Ir em um restaurante desses chefs começa assim: você quer sair para ver algo diferente, quer sair do normal, quer se divertir.

O processo de comer nesses restaurantes começa com o seu primeiro passo no restaurante, com a forma em que é tratado, como a comida e as bebidas são servidas, como você vê a apresentação do prato, como você come essa comida e, para finalizar, como os sabores aparecem para você.

Todo esse processo é chamado de experiência. São experiências que marcam memórias. São as formas em que você se sentiu, o que você sentiu.

E esse é o grande ponto desses restaurantes, te levar para onde você nunca foi, ter experiências em que nunca sentiu.

É como uma viagem, ela te marca pela forma em que você se sentiu, pelo o que você viu, pelo que você passou.

Não venda comida. Venda experiências.


Carolina Tomazetti
Carolina Tomazetti

A Brigadeirosa é o destino Número #1 das doces aspirantes e empreendedoras que estão procurando ter sucesso vendendo doces. BRIGADEIRO. BOM DE COMER. BOM DE FAZER. BOM DE LUCRAR. O melhor brigadeiro do mundo para pessoas que buscam adoçar o caminho em direção a vida que sempre sonharam.

Leave a Reply

Your email address will not be published.